Silvio Castro

Silvio Castro (1931) nasceu no estado do Rio de janeiro. É poeta, romancista, ensaísta, crítico literário e professor de literatura brasileira na Universidade de Pádua, na Itália. Estudou filosofia na Faculdade de Ciências e Letras, Universidade do Distrito Federal (atual UFRJ – 1957) e é livre-docente em Literatura Brasileira e Doutor em Letras (UFRJ).  Organizou antologias de autores nacionais na Europa. Estreou na poesia com Infinito Sul (1956). Publicou ainda As noites (1958); Machado de Assis e a cidade do Rio de Janeiro (1959); Tempo presente (1961); Rachel de Queiroz e o romance nordestino (1961); Raiz antiga (romance, 1965); Tempo veneziano (1967); Campo geral: Estrutura e rstilo de Guimarães Rosa (1970); A revolução da palavra: origens e estrutura da literatura (1976); Teoria e política do modernismo brasileiro (1979); A carta de Pero Vaz de Caminha (1987); Memorial do paraíso — o romance do descobrimento do Brasil (1998) e História da Literatura Brasileira (2000). Castro parece na bibliografia de tradução poética com a publicação de Poesias escolhidas, de Salvatore Quasimodo (Opera Mundi, 1971).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *