Paulo Mendes Campos

Paulo Mendes Campos (1922-1991) era mineiro. Foi cronista, poeta, jornalista, tradutor e crítico. Segundo  escreve Carlos Nejar em sua História da Literatura Brasileira (Leya, 2011), “foi leitor incansável em várias línguas […] e tinha uma visão universalista, saindo do diapasão programático e parnasiano de alguns companheiros da Geração de 45” (p. 659). Nascido em Belo Horizonte, foi companheiro de geração de Fernando Sabino, Otto Lara Resende e Hélio Pellegrino. Mudou-se para o Rio de Janeiro em 1945 para conhecer Pablo Neruda e não mais retornou à Minas. Estreou na poesia em 1951 com o livro de poemas A palavra escrita. No período aqui estudado, traduziu três obras de Pablo Neruda: Canto Geral (Difel, 1979); Residência na terra I (L&PM, 1980) e Residência na terra II (L&PM, 1980).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *