Paulo Colina

Paulo Colina

Paulo Colina (1950-1999), pseudônimo de Paulo Eduardo de Oliveira, foi poeta, tradutor, ficcionista, dramaturgo, ator, cantor e compositor. Nasceu em Colina, no interior do Estado de São Paulo. Importante militante da causa negra na década de 1970, publicou na imprensa alternativa da época e fez parte do grupo que começou a editar os Cadernos Negros. Em 1982, organizou o volume AXÉ: Antologia Contemporânea de Poesia Negra Brasileira (Editora Global), pelo qual recebeu o prêmio da Associação Paulista de Críticos de Artes, na categoria melhor livro de poesia do ano. Publicou ainda Plano de voo (Roswitha Kempf Editores, 1984) e outros dois livros de poemas. Dedicou-se também à música e ao teatro infantil. Tenho notícia de que traduziu poemas do poeta nigeriano Wole Soyinka (prêmio Nobel de Literatura em 1986) e do sul-africano Dennis Brutus, mas não foi possível localizar as referências dessas publicações. Foi responsável ainda, em parceria com Masuo Yamaki, pela tradução de dois livros de tankas: do poeta japonês Takuboku Ishikawa, Tanka (Roswitha Kempf, 1986) e Comemoração da Salada: Tankas, de Machi Tawara (Estação Liberdade, 1992).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *