Mauro Gama

Mauro Gama (1938) é poeta e crítico literário. Nasceu no Rio de Janeiro. Estudou letras clássicas e ciências sociais na UERJ. Foi redator de enciclopédias como a Barsa e a Mirador internacional, quando atuou como assessor editorial de Otto Maria Carpeaux e Antônio Houaiss. Trabalhou também na primeira fase do Dicionário Houaiss.  Estreou na poesia com  Corpo verbal (1964). Publicou ainda Anticorpo (1969) e Expresso na noite (1982), poemas; José Maurício, o padre-compositor (1983), ensaio; Zoozona e Marcas na Noite (2008). Colaborou com a revista Práxis, de Mário Chamie, embora o seu projeto poético não estivesse vinculado ao da poesia-práxis. Suas principais ocupações são a lexicografia e a tradução. Traduziu, acompanhado de estudo crítico, Michelangelo – cinquenta poemas (Ateliê, 2007), pelo qual ganhou o Prêmio Paulo Rónai da Fundação Biblioteca Nacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *