Ivan Junqueira

Ivan Junqueira (1934) nasceu no Rio de Janeiro. É jornalista, poeta, tradutor e crítico literário. É membro da Academia Brasileira de Letras. Trabalhou no Correio da Manhã, Jornal do Brasil e O Globo. Foi supervisor editorial da Editora Expressão e Cultura e diretor do Núcleo Editorial da UERJ, além de colaborador das enciclopédias Barsa, Britânnica, Delta Larousse e outras.  Foi editor adjunto e depois editor executivo da revista Poesia Sempre, da Fundação Biblioteca Nacional. Como poeta, recebeu vários prêmios literários e já teve seus livros traduzidos para oito idiomas (o alemão, o chinês, o dinamarquês, o espanhol, o francês, o inglês, o italiano e o russo). Estreou com Os Mortos (Atelier de Arte, 1964), livro com qual ganhou menção honrosa no Concurso Jorge de Lima, em 1965. Com A Rainha Arcaica (Nova Fronteira, 1980), venceu o Prêmio Nacional de Poesia, do Instituto Nacional do Livro de 1981. A Sagração dos Ossos (Civilização Brasileira, 1994) venceu o Prêmio Jabuti, de 1995 e o Prêmio Luísa Cláudio de Sousa, do PEN Club do Brasil. Com O Outro Lado, de 2007, venceu mais um Prêmio Jabuti (2008). Como tradutor, verteu As Flores do Mal (Nova Fronteira, 1985), de Baudelaire, e a poesia completa de T.S. Eliot (Nova Fronteira, 1981; Civilização Brasileira, 1997; Siciliano, 2004).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *