Geraldo Holanda Cavalcanti

Geraldo Holanda Cavalcanti

Geraldo Holanda Cavalcanti (1929) é pernambucano. É poeta, diplomata e escritor. Graduado em Direito, exerceu a diplomacia por mais de quarenta anos, vivendo em grandes cidades estrangeiras, como Genebra, Washington, Moscou e Bonn. Estreou na poesia em 1964, com o livro O Mandiocal de verdes mãos. Em 1998, publicou Poesia reunida, obra vencedora do prêmio Fernando Pessoa, da União Brasileira de Escritores. Em 2007, lançou Encontro em Ouro Preto (Record), livro de ficção. Publicou ainda o livro de memórias As desventuras da graça. É membro da Academia Brasileira de Letras desde 2010. Publicou Memórias de um tradutor de poesia (Escritório do Livro, NUT/UFSC, 2006), um depoimento sobre as suas concepções sobre a tradução poética.  Traduziu Diário Póstumo, de Eugenio Montale (Record, 1997); Poesias, de Salvatore Quasimodo (Record, 1999); Poesias, do colombiano Álvaro Mutis (Record, 2000); A alegria, de Giuseppe Ungaretti (Record, 2003); Antologia poética, do mexicano Carlos Pellicer (En Sol, 2005) e O cântico dos cânticos (Edusp, 2005).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *