Bibliografia de História da Tradução no Brasil

Bibliografia de História da Tradução no Brasil

Para este post, selecionei uma pequena bibliografia de trabalhos sobre história da tradução e do livro no Brasil. Bom proveito!

(atualizada em julho de 2017)

 

AMORIM, Sônia Maria de (1999). Em busca de um tempo perdido – Edição de literatura traduzida pela Editora Globo (1930-1950). São Paulo: EdUSP, Com-Arte; Porto Alegre: Ed. UFRGS.

ASEFF, Marlova. (2012). Poetas-tradutores e o cânone da poesia traduzida no Brasil (1960-2009). Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, 2012. 239 f. Tese (Doutorado em Estudos da Tradução) – Programa de Pós-Graduação em Estudos da Tradução, Universidade Federal de Santa Catarina.

_____ (2005). Drummond, tradutor de Les Liaisons Dangereuses. In Tradterm, 11. Pp. 189-199.

_____ (2008). Três escritores-tradutores no cenário literário brasileiro contemporâneo. In: Protocolos críticos. São Paulo: Iluminuras: Itaú Cultural

AZENHA JUNIOR, João (2010). Do silêncio à eloquência: uma leitura da poesia alemã traduzida no Brasil. In Cadernos de Letras (UFRJ) n.27. Disponível em http://www.letras.ufrj.br/anglo_germanicas/cadernos/numeros/122010/textos/cl301220100joao.pdf

BARBOSA, Heloisa & WYLER, Lia (1997). Brazilian tradition. In: BAKER, Mona (org.) Encyclopedia of translation studies. London: Routledge.

BATALHA, Maria Cristina (2000). O lugar da tradução na formação da literatura brasileira. Alea: Estudos Neolatinos, n.2.2.

BROCA, Brito (2004). A vida literária no Brasil – 1900. Rio de Janeiro: José Olympio.

BOTTMANN, Denise (2010). Alguns aspectos da presença de Edgar Allan Poe no Brasil. Tradução em Revista 2010/1, p. 01-19. Rio de Janeiro: PUC.

_____ (2014) Bibliografia Russa Traduzida no Brasil (1900-1950). Revista de literatura e cultura russa. São Paulo: USP. Disponível em http://www.usp.br/rus/images/edicoes/Rus_n04/05%20bibliografia%20russa%20traduzida%201900-1950.pdf.

______ (2013). Bibliografia de Tolstói no Brasil. In: Bartlett, Rosamund. Tolstói, a biografia. São Paulo: Biblioteca Azul, 2013, 587-96.

CANDIDO, Antonio (2006). Os primeiros baudelairianos; A revolução de 30 e a cultura. In Educação pela Noite. Rio de Janeiro: Ouro sobre o Azul.

CARVALHO, Ricardo Souza de (2009). Do catalão ao português: João Cabral tradutor. In Revista de Letras, São Paulo, v.49, n.1, p.137-149, jan./jun.

COSTA, Walter (2010). Um tradutor invisível. In Poesia sempre, ano 10, n. 16, out-02. http://www.pget.ufsc.br/publicacoes/professores.php?idpub=30

COSTA, Walter Carlos; FREITAS, Luana Ferreira de; GUERINI, Andréia  (Orgs.) Machado de Assis, tradutor e traduzido. Tubarão: Copiart, 2012.

COSTA, Walter Carlos; GUERINI, Andréia; TORRES, Marie-Hélène (Orgs). Literatura traduzida e literatura nacional. Rio de Janeiro: 7Letras, 2008.

FALEIROS, Álvaro (2008). Em busca de Castro Alves tradutor. In Literatura traduzida e literatura nacional. Org. Andréia Guerini et al. Rio de Janeiro: 7Letras.

_____ (2012). “Salut”: A modernidade de Mallarmé em tradução. In Traduzires 2, Dezembro de 2012, pp. 21-30.

FERREIRA, Eliane Fernanda Cunha (2004). Para traduzir o século XIX – Machado de Assis. São Paulo: Annablume; Rio de Janeiro: ABL.

FRANCHETTI, Paulo (2008). O Haicai no Brasil. In Alea: Estudos Neolatinos, 10 (2), pp. 256-269.

GOMIDE, Bruno (2004). Da estepe à caatinga: o romance russo no Brasil (1887-1936). Tese de doutorado. IEL/UNICAMP, Campinas.

GUIMARÃES, Júlio Castanõn; SÜSSEKIND, Flora (Org.) (2004). Sobre Augusto de Campos. Rio de Janeiro: 7Letras, Fundação Casa de Rui Barbosa.

HALLEWELL, Laurence (2005). O livro no Brasil: sua história. 2ª edição revista e ampliada. Tradução de Maria da Penha Villalobos et al.

HIRSH, Irene (2009). Tradução, vanguarda e modernismos. São Paulo: Paz e Terra.

_____ (2006). Versão brasileira. Traduções de autores de ficção em prosa norte-americanos do século XIX. São Paulo: Alameda.

HUMBLÉ, Philippe (1990). João Cabral tradutor de Calderón de la Barca. In Fragmentos, v. 3. Florianópolis: UFSC. Disponível em http://www.pget.ufsc.br/publicacoes/professores.php?idpub=38.

JUNQUEIRA, Ivan (1985). Traduções de Baudelaire no Brasil. In: Baudelaire, Charles. As Flores do Mal. Tradução, introdução e notas de Ivan Junqueira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira.

MACHADO, Ubiratan (2001). A vida literária no Brasil durante o Romantismo. Rio de Janeiro: Editora da UERJ.

MARTINS, Wilson (2010). História da inteligência brasileira: volume VII (1933-1960).Ponta Grossa: Editora UEPG.

MEIRELLES, Ricardo (2003). Entre brumas e chuvas: tradução e influência literária. Campinas, SP: 2003. Dissertação (mestrado) – Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem.

_____(2008). Baudelaire no Brasil: Traduções. Anais do XI Congresso Internacional da ABRALIC.

MORENO, Silene (2001) Ecos e reflexos: a construção do cânone de Augusto e Haroldo de Campos a partir de suas concepções de tradução. Tese de Doutorado em Lingüística plicada. Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas.

MORICONI, Italo (1997). Pós-modernismo e tradução de poesia em inglês no Brasil. In: Cânones e contextos: anais do 5º Congresso da Abralic. Rio de Janeiro, Abralic, pp. 303-309.

MILTON, John (2004). Translated Poetry in Brazil 1965–2004. In: Revista Brasileira de Linguística Aplicada, Belo Horizonte, v. 4, n. 1.

_____(2002) O clube do livro e a tradução. Bauru: Edusc.

_____ (1998) Tradução: teoria e prática. São Paulo: Martins Fontes.

_____(Editor) (2001). Crop: Emerging Views on Translation History in Brazil. FFLCH, n. 6. São Paulo: USP

NASCIMENTO, Rodrigo Alves do (2013). Tchékhov no Brasil: A construção de uma atualidade. Dissertação de mestrado. FFLCH/USP, São Paulo.

PAES, José Paulo (2006). Poesia erótica em tradução. São Paulo: Companhia das Letras. Seleção, tradução, introdução e notas de José Paulo Paes.

_____ (1990). Tradução, a ponte necessária. Aspectos e problemas da arte de traduzir. São Paulo: Editora Ática.

PALAMARTCHUK, Ana Paula (2012). Intelectuais, esquerdas e cultura no Brasil: os anos 1930. In: ROXO, Marcos, e SACRAMENTO, Igor (orgs.): Intelectuais partidos: os comunistas e as mídias no Brasil. Rio de Janeiro: E-papers, pág. 43-72.

SCHNAIDERMAN, Boris (2011). Tradução, ato desmedido. São Paulo: Perspectiva.

SIMÕES, Alan Caldas (2010). Manuel Bandeira: o tradutor. In A MARgem – Revista eletrônica de Ciências Humanas Letras e Artes. Uberlândia. Ano 3, nº 6, pp 72-84. jul/dez. Disponível em http://www.mel.ileel.ufu.br/pet/amargem/amargem6/…/MARGEM3-E02.pdf. Acessado em 6/8/2011.

PEREIRA, Germana Henriques (Org) (2015). História da tradução: ensaios de teoria, crítica e tradução literária. Campinas, SP: Pontes.

PEREIRA, Germana Henriques; VERÍSSIMO, Thiago (Orgs.) (2017). História  e historiografia da tradução: desafios do século XXI. Campinas, SP: Pontes.

______; SILVA, Aline do Nascimento (2013). As traduções de Charles Dickens por Machado de Assis e Cecília Meireles. Traduzires, n. 4. Brasília: UnB.

_____. (2014) As relações perigosas na tradução: o romance Les liaisons dangereuses, de Laclos, e suas traduções brasileiras. In: FERREIRA, Maria Alice Araújo; SOUZA, Germana Henriques Pereira de; GOROVITZ, Sabine (Org.) Ensaios de Teoria e Prática de Tradução. A tradução na sala de aula.  Brasília: Editora da UnB.

SANTANA, Ivan Justen (1999). A Tradução Literária e o Polacolocopaca. In: Cadernos de Literatura em Tradução, n. 3. São Paulo: Humanitas/FFLCH/USP.

SANTOS, C. A. B. ; HATGE-FAGGION, Válmi ; BESSA, C. R.; SOUSA, G. H. P. (Orgs. (20111). Tradução e cultura. Rio de Janeiro: 7 Letras.

TORNQUIST, Helena Heloisa Fava. O lugar da tradução no contexto oitocentista brasileiro – A contribuição de Machado de Assis. In: GUERINI, Andréia ET AL (Orgs.) Literatura traduzida e literatura nacional. Rio de Janeiro: 7Letras, 2008.

VIEIRA, Adriana Silene. Monteiro Lobato Translator. In: Crop – Emerging views on translation history in Brasil. São Paulo: Humanitas/FFLCH/USP, 2001.

WOGAN, Daniel Spelman. A literatura hispano-americana no Brasil: 1877-1944. Bibliografia de crítica, história literária e traduções. Lousiana State University Press, 1948.

WYLER, Lia (2003). Línguas, poetas e bacharéis. Uma crônica da tradução no Brasil. Rio de Janeiro: Rocco

 

Uma ideia sobre "Bibliografia de História da Tradução no Brasil"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *