Afonso Henriques Neto

Afonso Henriques (de Guimaraens) Neto (1944) é mineiro, filho e neto dos também poetas Alphonsus de Guimaraens Filho e Alphonsus de Guimaraens.  Formou-se em Direito pela UnB em 1966 e retornou ao Rio de Janeiro em 1972. Participou do movimento da poesia marginal, conhecida também como “geração mimeógrafo”. Estreou em 1972 com O misterioso ladrão de Tenerife.  Desde então, é considerado um ícone da poesia marginal. Lançou vários livros de poemas, sendo que os mais recentes são Cidade vertigem (Azougue Editorial, Rio de Janeiro, 2005) e Uma cerveja no dilúvio (2011). Participou da antologia 26 poetas hoje (1976), organizada por Heloísa Buarque de Hollanda e 41 poetas do Rio, organizada por Moacyr Félix (Funarte, 1998). É professor do Instituto de Artes e Comunicação Social da Universidade Federal Fluminense (UFF). Organizou e traduziu a antologia Fogo Alto: Catulo, Villon, Blake, Rimbaud, Huidobro, Lorca, Ginsberg (Beco do Azougue, 2009).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *